As fraudes no comércio tornaram-se bastante comuns no Brasil quando os cartões de crédito começaram a ser utilizados. Muitos bandidos fizeram clonagem desses cartões, por isso as empresas começaram a substituir as bandas magnéticas pelo chip. Ainda assim, esse tipo de situação continua acontecendo e a prevenção à fraude é cada vez mais urgente.

Com o comércio eletrônico, a fraude se tornou ainda mais comum. Diversos hackers conseguem acesso aos dados das pessoas pela internet e fazem compras nas lojas virtuais. Mas não se engane, as fraudes também acontecem nas lojas físicas, apesar de ser mais difícil.

Qual o problema da fraude nos cartões de crédito?

O grande problema aqui não é apenas a fraude em si, mas os prejuízos que ficam para os lojistas. Se alguém compra na sua empresa com o cartão de crédito de outra pessoa e esta não reconhece a compra ao chegar a fatura, ela liga para empresa de cartão e informa o ocorrido pedindo o cancelamento da compra. Ela não paga, mas a empresa do cartão de crédito não ficará sem receber.

Portanto, quem arca com as despesas é a sua empresa.

Para evitar esses tipos de problemas, vamos agora listar uma série de medidas que ajudam na prevenção à fraude no seu negócio. Confira!

Solicite os documentos

Na hora de fazer uma venda com o cartão de crédito, você deve solicitar não apenas o cartão, mas também algum documento com foto do consumidor. Pode ser a carteira de identidade, CNH, carteira de trabalho ou qualquer outra que seja válida pela lei como documento de identificação.

Isso não só evita fraudes no cartão de crédito, como também nos outros meios de pagamento aceitos pela empresa como cheque e crediário.

Consulte os órgãos de proteção ao crédito

Existem muitas pessoas que usam das facilidades de crédito que uma loja oferece para fazer a compra (sem a intenção de pagar). Se ela já está com o nome negativado, não fará diferença mais uma compra e você arcará com o prejuízo.

Por causa disso, antes de realizar qualquer venda, faça uma consulta aos órgãos de proteção ao crédito. Ao ver que o nome do cliente está negativado, venda apenas por meio de pagamento mais seguro, no caso, o cartão de crédito.

Evite oferecer cheque como forma de pagamento

O uso do cheque está, cada vez mais, sendo substituído por outras formas de pagamento como o crediário e o cartão de crédito. Isso vem acontecendo justamente para evitar fraudes como a emissão de cheque sem fundo no pagamento de uma compra.

Apenas em 2017, foram mais de 9,88 milhões de cheques devolvidos, sendo assim, as chances de você receber um são bem razoáveis. Pode ser que o seu cliente ainda não esteja no Cadastro de Cheque sem Fundos, mas a primeira compra na sua loja pode ser a oportunidade que ele precisava para comprar com cheque sem a intenção de pagar.

Limite a quantidade de transações

Essa é uma medida um pouco mais radical, mas que em certos momentos pode ser necessária. Limitar o número de transações por cliente pode ser uma maneira de evitar fraudes, especialmente daqueles clientes que já deveram a loja ou já tiveram o nome negativado em algum momento.

Você precisa proteger o seu negócio de espertalhões e também precisa manter o equilíbrio financeiro dela para não ter problemas no futuro. O seu negócio sobrevive do pagamento das vendas que são feitas, portanto, comece a fazer prevenção à fraude hoje mesmo!

Quer ajuda para proteger o seu negócio? Então, entre em contato com a gente e tire as suas dúvidas sobre o assunto!

ACP

ACP

ACP: há 129 anos conectando o comércio, a indústria e os serviços.