A gestão financeira é fundamental para a sustentabilidade de uma empresa. Sem um controle, planejar o uso de recursos se torna difícil e arriscado, influenciando todos os setores da organização. Nesse contexto, o relatório financeiro mensal e anual é um grande aliado, pois facilita o monitoramento da saúde empresarial. 

 

Como fazer um relatório financeiro

Um bom relatório nos traz clareza sobre a realidade financeira da empresa. Com ele, você identificará onde aplicar ou não os recursos, visto que essa ação implica na geração de lucro. Portanto, um relatório financeiro não é apenas um documento recheado de gráficos e números, e sim uma ferramenta estratégica. 

O passo a passo é:

Defina o período de análise

Considere o porte da sua empresa para definir o período da análise financeira. Pode ser por mês, trimestre, semestre ou ano. O ideal é desenhar um planejamento financeiro a cada 5 anos e elaborar relatórios a cada 6 meses, acompanhando os resultados mês a mês. Com isso, você valida a estratégia e faz ajustes quando necessário. 

 

Busque todos os dados

Confira a precisão do registro de pagamentos antes de utilizar os dados contidos. Um relatório financeiro com falhas é pouco útil e pode levar a decisões enganosas. Atenção especial às contas a pagar não registradas. Para manter os registros em dia e os documentos organizados, invista em um sistema de gestão. Isso diminuirá o tempo investido e reduzirá as chances de perda de informações. 

Conheça os impactos de um sistema de gestão no dia a dia das empresas.

Crie padrões e hierarquias para as informações

Como um relatório financeiro é uma ferramenta estratégica e de trabalho, ele precisa ser fácil de utilizar. Não adicione apenas as informações que o seu setor precisa, no formato que ele considera adequado. Acrescente também os dados que as outras áreas consideram importantes. Assim, todos conseguirão entendê-lo e aplicá-lo estrategicamente em suas ações. 

Um bom relatório é simples e direto, destacando as informações principais. Se algum dado é utilizado com frequência, precisa ser percebido num primeiro olhar. 

Reduza as chances de falhas

Quando um relatório financeiro mensal ou anual apresenta informações incorretas, ele põe em risco todas as operações da empresa. Por isso é essencial abandonar as planilhas e os caderninhos e investir em sistemas de gestão que, além de concentrar os dados, estabelece conexões entre eles e os setores. 

 

O relatório está pronto. E agora?

Com o relatório financeiro em mãos, quem toma decisões terá uma ferramenta útil para gerir orçamentos e planejar ações. O monitoramento do fluxo permite cortar despesas e dá margem para expansão. Logo, a possibilidade de investir mais passa diretamente pela análise de dados. 

Caso algum resultado negativo apareça, o relatório permite identificar rapidamente o que aconteceu e como contornar a situação. Em uma economia competitiva, a gestão que identifica e resolve problemas com agilidade impacta positivamente nos resultados da empresa. 

ACP

ACP

ACP: há 129 anos conectando o comércio, a indústria e os serviços.