Uma empresa não pode ficar sem uma boa organização financeira. Ali existem outras pessoas e colaboradores que dependem de você e do dinheiro que é pago para eles. Além disso, sem um bom planejamento financeiro, dificilmente o seu negócio ficará com as portas abertas por muito tempo.

A sua relação com o dinheiro deve ser a melhor possível, afinal de contas, é o fluxo financeiro que vai proporcionar o crescimento e o sucesso desejados ao seu empreendimento. Vale ressaltar também que é impossível abrir um negócio sem um centavo no bolso. São muitos os custos iniciais para obter bons lucros no futuro.

Quando estamos falando de um empreendimento, podemos falar também de ciclo de negócio. O que ele tem a ver com o planejamento financeiro e como pode ajudar a minha empresa? É exatamente isso que você verá agora!

O que são ciclos de negócios?

O ciclo, como o próprio nome já diz, é algo interminável. Chegamos na última fase e retornamos para a primeira. A questão aqui é que, nesse retorno, estamos mais preparados para enfrentar os problemas e iniciar um novo ciclo com mais maturidade.

Esse conceito não vale apenas para as nossas vidas, mas também para as empresas. As 3 fases do ciclo de negócio — prosperidade, recessão e recuperação — conseguem representar bem o que acontece com uma empresa.

Vamos agora falar sobre cada uma delas:

  • prosperidade: as pessoas compram muito e não pensam em poupar. A taxa de desemprego é baixa e o cenário financeiro está aquecido;

  • recessão: passamos por esse período há pouco tempo. As pessoas não compram, o dinheiro não circula e as taxas de desemprego são elevadas;

  • recuperação: é quando a economia começa a sair do período de recessão e as pessoas se sentem mais seguras para comprar, ainda que de forma modesta.

Compreender essas fases é de essencial importância para se preparar e se antecipar aos acontecimentos. Além disso, é uma forma também de não se desesperar nos momentos de recessão e não ficar muito eufórico nos de prosperidade. Afinal de contas, sabemos que, em algum momento, essas fases acontecerão.

Qual é a relação entre o ciclo de negócios e o planejamento financeiro?

Entre os diversos tipos de ciclos de negócios que existem, podemos falar do ciclo financeiro, também chamado de ciclo de caixa.

Dentro desse ciclo, a empresa deve analisar as diferenças entre entradas e saídas, ou seja, aqui são as analisadas as contas a pagar (fornecedores, funcionários, contas de luz e água e outras) e as contas a receber (basicamente, clientes).

Sabendo fazer a gestão do ciclo financeiro é possível construir um planejamento nessa área. A partir do que ele nos diz, a empresa pode decidir, por exemplo, se precisa pedir um empréstimo, se pode oferecer uma promoção e de quanto será o desconto, bem como tomar decisões mais acertadas no curto prazo principalmente.

Como usar o ciclo de negócio para fazer o planejamento financeiro?

Agora que você já entende a importância de compreender o ciclo de negócios e como ele se relaciona intimamente com o planejamento financeiro, chegou a hora de colocar a mão na massa.

Você deve elaborar o seu planejamento financeiro com base no ciclo de negócios. Por exemplo, é normal se empolgar com a fase de prosperidade. Mas tendo a consciência de que ela vai passar e o período de recessão vai chegar, fica mais fácil se organizar para passar por períodos como esse sem prejudicar tanto o orçamento da empresa.

Gostou de aprender um pouco mais sobre como gerir o seu negócio? Então, assine a nossa newsletter e receba mais dicas!

ACP

ACP

ACP: há 129 anos conectando o comércio, a indústria e os serviços.