Além de fatores como localização e valor de aluguel, uma das principais preocupações de todo lojista em relação ao seu ponto de venda é criar um layout da loja que gere um bom impacto no cliente. Isso porque, depois da fachada, o layout é o primeiro contato do comprador com a marca e pode influenciar a decisão de compra e o retorno ou não do consumidor ao estabelecimento.

Sendo assim, a maneira como os produtos são expostos pode ser determinante para o sucesso ou fracasso do negócio. Criamos este post para ajudar você a entender mais sobre o assunto e a elaborar um layout de loja que valorize sua mercadoria e garanta boas vendas. Vamos lá?

Afinal, o que é o layout da loja?

É por meio do layout que a loja é organizada, dispondo os produtos da melhor forma, a fim de chamar a atenção do consumidor, aumentar seu desejo de compra e, até mesmo, influenciar quais mercadorias devem apresentar maior saída.

O layout, portanto, representa a correta utilização de todos os espaços disponíveis de tal forma que eles propiciem a comodidade do cliente e favoreçam o trabalho de vendas. Os pontos a serem considerados na hora de montá-lo são:

  • local das vitrines;

  • acesso dos clientes aos produtos;

  • disposição das gôndolas e displays para a colocação das mercadorias;

  • disposição dos produtos e dos corredores, observando a circulação dos consumidores;

  • local do caixa;

  • local de estoque e armazenamento;

  • detalhes, como iluminação, cores, tamanhos e limpeza do ambiente.  

Como planejar o layout do negócio?

O layout da loja pode ser planejado partir da observação do comportamento dos consumidores, avaliando suas escolhas e preferências na hora da compra. Veja alguns pontos a seguir.

Fachada e vitrine

Criar uma fachada coerente com o seu segmento e uma vitrine que exibe amostras dos produtos de maior destaque é o primeiro passo para atrair o cliente. Portas de entrada grandes permitem o ingresso de cadeirantes, por exemplo, e facilitam que o interior da loja seja observado de fora.

Percepção do cliente

Coloque-se no lugar de uma pessoa que entrou no seu estabelecimento pela primeira vez e analise se os setores estão bem divididos, os produtos corretamente posicionados e os ambientes bem pensados.

Rota

A dica aqui é imaginar o caminho que o consumidor percorrerá dentro da loja. Uma prática comum é colocar os itens mais procurados no fundo do ambiente (mas não escondidos), de modo que, no caminho até o local, o cliente aviste os demais produtos e anúncios de promoções. Os itens mais baratos podem ser posicionados perto do caixa, já que costumam ser comprados por impulso.

Organização

A ideia principal é facilitar a vida do cliente, de modo que ele encontre o que procura. Para isso, separe os itens por categorias e, dentro delas, classifique cores ou subcategorias. Prefira variar o que é exposto ao invés de exibir grandes quantidades da mesma mercadoria.

Espaço e visibilidade

A circulação é parte importante da experiência de compra. Por isso, deixe, ao menos, 60% do ambiente sem nenhum móvel. Além disso, procure posicionar os produtos na altura da visão e use a iluminação para valorizá-los.

Um bom layout da loja busca sempre o conforto do cliente, deixando que ele se sinta à vontade e que queira retornar ao local para futuras compras. Para isso, é preciso fazer com que o consumidor interaja com os produtos, circule pelo espaço e faça novas descobertas. Seguindo essas ideias, você certamente estará pronto para criar um layout perfeito!

Gostou do post? Então, siga nossos perfis no YouTube, Facebook, Twitter e LinkedIn e veja em primeira mão outros conteúdos interessantes que compartilhamos por lá!