Os indicadores de vendas são fundamentais para mensurar os resultados de um negócio. Com essas métricas, o lojista consegue definir metas, acompanhar o desempenho e tomar decisões.  

Porém, para escolher quais indicadores avaliar, é preciso considerar as necessidades do departamento de vendas.  Nesse setor, os indicadores (ou KPIs) mais importantes são o ticket médio, a tendência do batimento de meta, o faturamento e a quantidade de vendas por segmento de cliente. Veja, a seguir, como calcular os principais indicadores de vendas.  

 

1. Ticket médio

O ticket médio é sempre o primeiro indicador a ser destacado em qualquer estratégia comercial. Afinal, é com ele que podemos descobrir o retorno financeiro das vendas. Para calcular o ticket médio, podemos fazer uma média global, envolvendo a organização como um todo, ou uma média individual, considerando os resultados de cada um dos vendedores. O cálculo que você deverá fazer é o seguinte:

Ticket médio = Receita total / Número de vendas

Descubra como aumentar o seu ticket médio. 

 

2. Tendência das metas

Outro aspecto que sempre deve ser avaliado pelo gestor em relação ao seu time de vendas é a tendência do batimento de metas. Basicamente, a ideia é conferirmos com que frequência a equipe costuma bater as metas estipuladas pela gestão do negócio. Com isso, podemos verificar questões como o nível de comprometimento e o próprio potencial do time. Para acompanharmos a tendência das metas, seguimos a fórmula:

Tendência do batimento de metas = Número de meses com metas batidas / 12

 

Emita notas fiscais eletrônicas e tenha controle completo do seu negócio com o Myrp.

 

3. Quantidade de vendas por segmento

A quantidade de vendas por segmento de cliente é um dos indicadores mais negligenciados nas organizações. Muitos focam em números mais absolutos, como o ticket médio e o faturamento, por exemplo, e esquecem completamente o acompanhamento do desempenho da empresa em cada um dos nichos explorados por ela.

No caso desse tipo de métrica, não vamos acompanhá-la com base em fórmulas, mas fazer um apanhado dos resultados de acordo com cada um dos segmentos. Para que isso seja possível, a tecnologia é indispensável, já que, por meio dos sistemas atuais, podemos filtrar e acompanhar cada um dos clientes de acordo com as suas peculiaridades.

Conheça 4 vantagens do Business Intelligence para o varejo.

 

4. Faturamento

Por fim, é claro que devemos sempre acompanhar o faturamento trazido pela equipe de vendas. Afinal, essa é a maneira mais fácil de identificarmos se o time está trazendo retorno, certo?

O faturamento nada mais é do que o resultado conquistado pelo time sem nenhum desconto efetuado, isto é, nem mesmo o custo das mercadorias vendidas é deduzido. É importante fazer essa distinção, pois muitos confundem o faturamento com a lucratividade do negócio.

Avaliar o faturamento é, sem dúvida, muito importante. Mas, se você quer ter uma visão mais aprofundada dos resultados da sua empresa deverá aliar esse indicador com os outros KPIs de vendas. 

 

Elaborando relatórios com indicadores de vendas

Como você registra e monitora as movimentações de vendas da sua loja? Você recorre às tradicionais planilhas ou utiliza algum sistema de automação?

O Myrp é o software de gestão de lojas ideal para micro e pequenos empreendedores. Com ele você controla todos os detalhes dos processos de vendas, do orçamento à emissão de nota fiscal eletrônica. Além disso, com o Myrp você gera relatórios detalhados e analisa o desempenho do seu plano de vendas.

Entre em contato com nossos consultores e faça um teste gratuito!