Se a lucratividade da sua empresa está em um ritmo lento, o problema pode estar no mau aproveitamento do tempo pelos seus funcionários. 

Como é difícil fiscalizar de perto todos os processos administrativos e operacionais que envolvem uma loja ou corporação, é preciso criar novos hábitos de gestão que podem ser úteis nesse aspecto. 

Os indicadores de produtividade são uma boa forma de alavancar o seu negócio, apontando dados concretos sobre a eficiência, além de contribuírem para que você tenha mais assertividade nas tomadas de decisões. 

Com a concorrência cada vez mais acirrada, que tal aplicar esta planilha, inclusive tendo a tecnologia a favor, utilizando os dados estatísticos de uma maneira positiva e totalmente rentável? Quer aprender mais sobre esse assunto? Então continue a leitura!

Como funcionam os indicadores de produtividade? 

Para gerar mais produtos ou serviços de qualidade em um menor período de tempo, é preciso aproveitar muito bem todos os recursos. 

A identificação de possíveis problemas e as ações necessárias para prevení-los são reflexo de análises bem apuradas. Como elas acontecem? Por meio de cálculos baseados no que foi gasto e o obtido pelo retorno da venda de um determinado produto. 

Também devem ser considerados os investimentos necessários para conquistar um resultado previamente estipulado, assim como o esforço de um colaborador destinado à venda ou produção de uma mercadoria.

Excelência operacional e inovação também precisam constar nos indicadores de produtividade. 

Quais são os indicadores mais recomendados?

Na realidade varejista, é importante analisar a qualidade, eficiência, lucratividade, rentabilidade e competitividade como indicadores fundamentais.

No entanto, sistemas de gestão integrada trazem informações por meio de gráficos que são excelentes para observar a produtividade de cada colaborador. 

Por meio do seu celular, com o investimento em softwares, é possível observar onde está o funcionário e os horários de entrada e saída, por exemplo.

No atual mercado, é importante criar indicadores de inovação para o desenvolvimento de novos produtos ou serviços e de flexibilidade voltados para o estudo da capacidade da sua empresa de se adequar às mudanças tecnológicas. 

São análises necessárias que contribuem para conquistar novos clientes, além de ajudar na ampliação do mercado de atuação do seu negócio.

Um bom exemplo é a possibilidade de investir em um e-commerce se o indicador de qualidade, que mostra as necessidades dos consumidores, demonstrar que é hora de expandir as vendas para outras regiões.

O que fazer com os dados fornecidos? 

A partir do momento em que um indicador apontar para uma tomada de decisão, como no caso do de produtividade, a dica é mensurar determinada meta a ser alcançada por colaborador.

Estabeleça ainda um prazo para que o objetivo seja atingido, sem pressões, deixando claro que se trata de uma maneira da empresa melhorar os rendimentos — fato que poderá contribuir com mais ganhos dos respectivos funcionários. 

Inclusive, investir nas pessoas ajuda muito na evolução do desempenho, já que elas passam a trabalhar com mais motivação e também com a autoestima elevada, o que resulta em mais vendas e, consequentemente, na lucratividade da sua empresa. 

Agora que você já sabe mais sobre indicadores de produtividade, quer descobrir novas práticas de gestão empresarial? Então acompanhe as nossas postagens nas redes sociais — estamos no FacebookTwitterLinkedin e Youtube.