Em meio a tanta burocracia, muitos gestores acabam se esquecendo de alguns detalhes que podem ajudá-los bastante com as suas operações internas. Acontece que é preciso superar algumas barreiras burocráticas, pois, em alguns casos, a própria empresa pode se beneficiar da situação.

Um desses casos é o certificado de origem, documento que atesta a origem de determinada mercadoria exportada e, o que é ainda melhor, concede benefícios para o exportador. Quer saber mais sobre o assunto? Então confira, a seguir, o que é e para que serve o certificado de origem!

Afinal, o que é o certificado de origem?

Como vimos anteriormente, o certificado de origem é um documento criado para atestar a origem de uma mercadoria que foi exportada. Ele é requerido por alguns países e é validado por instituições internacionais, como câmaras de comércio, dentre outros órgãos.

Para os empresários do país, é importante chamar a atenção para dois tipos de certificados de origem: o comum e o formulário A.

Certificado de origem comum

Esse tipo de certificado de origem serve apenas para atestar a origem da mercadoria, mas não concede benefícios para o importador. Normalmente são preenchidos pelo exportador e autenticados pelas câmaras de comércio locais, conforme falado anteriormente.

Certificado de origem Form A

Por outro lado, o certificado de origem Form A, ou formulário A, é um tipo especial de certificado e, além de atestar a origem de determinada mercadoria, também concede benefícios para o exportador.

Basicamente, esse tipo de certificado é apenas concedido em casos previstos pelo Sistema Geral de Preferências. No Brasil, ele é emitido gratuitamente para as Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (EPPs), de acordo com o Decreto 3.474 e a Lei 9.841/99.

Quais os benefícios do certificado de origem?

Como foi sugerido logo na introdução, apesar de ser mais uma norma burocrática, o certificado de origem pode, sim, trazer uma série de benefícios para quem o emite e se mantém em situação regular.

Para que entenda melhor os benefícios, conheça três dos principais. Vamos conferir cada um deles?

Regularize a situação da empresa

Quando exigidos, os certificados de origem devem ser regularizados pela organização. Por isso, um dos principais benefícios de manter os certificados corretamente documentados é a regularização da situação da empresa, bem como a situação das mercadorias, evidentemente.

Consiga isenções ou reduções de tarifas

Produtos importados costumam sair caro para qualquer tipo de empresa, no entanto, quando o certificado de origem Form A é corretamente documentado, podemos conseguir uma série de reduções ou até isenções de imposto. Tudo dependerá dos acordos comerciais que existem entre o país exportador e o importador.

Realize a documentação gratuitamente

Por fim, conforme visto anteriormente, o certificado de origem pode ser emitido gratuitamente por Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. Isso significa que, ainda quando exigidos, essas organizações podem se manter em regularidade sem que, para isso, tenham que arcar com quaisquer tipos de custos.

Gostou do nosso artigo sobre certificado de origem? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Então faça um comentário!