Você já passou por alguma experiência de não liberação de crédito, como ao comprar algum produto em crediário, fazer um cartão, ou solicitar um empréstimo? Ao perguntar o motivo, provavelmente você deve ter escutado que a sua pontuação de crédito não era suficiente. Muitas vezes, isso parece apenas uma desculpa da loja ou do banco para não confirmar a solicitação, porém, é muito mais do que isso.

Certamente, você não deseja passar por essa situação. Para evitar que ela aconteça, no entanto, é preciso entender como funciona o processo de pontuação e tomar algumas medidas para melhorar o posicionamento, facilitando o acesso ao crédito.

Para ajudar nessa missão, vamos explicar, neste artigo, o que é e como funciona a pontuação de crédito, além de apresentar dicas para elevar a sua. Confira!

O que é pontuação de crédito?

A pontuação de crédito, ou score, é um sistema numérico que varia entre 300 e 850, sendo utilizado pelas empresas para obterem informações sobre a situação do cliente — pagamento de dívidas recentes, histórico de atrasos, tempo desde a última compra. A partir desses dados, os credores decidem se uma operação é segura ou se vale a pena disponibilizar o crédito.

Ou seja, quando um cliente tem a sua solicitação de empréstimo ou crediário negada, isso pode ser relacionado diretamente com o valor do score, mesmo que a empresa diga que foi em virtude de “critérios internos”.

Como funciona a pontuação de crédito?

As empresas do comércio, os bancos e as instituições financeiras utilizam um sistema que coleta informações de registros públicos ou dados de órgãos de proteção ao crédito – Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). Geralmente, o que conta para a pontuação são informações cadastrais públicas e negativas, como: pendências financeiras, aplicação de cheques sem fundo, ações judiciais, dívidas bancárias, idade, participação em sociedades, etc.

Porém, é importante ressaltar que todo consumidor tem acesso gratuito às informações do seu banco de dados, inclusive as que são aplicadas para calcular a sua pontuação de crédito. Confirmando que existem irregularidades ou inconsistências nas informações apresentadas, o consumidor tem o direito de reclamá-las e pedir correção imediata.

O que fazer para manter um bom score?

Na prática, até mesmo uma atualização pode mudar o resultado do score. Por isso, é recomendado que o consumidor sempre acompanhe o banco de dados e mantenha suas informações atualizadas.

Somado a isso, existem duas práticas que são essenciais para manter uma boa pontuação:

  • pagar as contas em dia: pode parecer algo óbvio, entretanto, para o sistema de score, um dia de atraso no pagamento das contas pode fazer diferença. Por isso, o importante não é apenas pagar as contas, mas, sim, mantê-las em dia;

  • regularizar as dívidas vencidas: essa é uma prática para manter o nome limpo, ou voltar a ter crédito na praça. Se você chegou num momento em que não conseguiu pagar todas as suas dívidas, não demore a negociar. O tempo de resposta para uma regularização também é um diferencial para a contagem dos pontos.

Manter uma boa pontuação de crédito pode trazer muitos benefícios para o microempresário, possibilitando o acesso a crédito para investir no negócio e fazê-lo crescer. Por isso, regularize suas pendências e mantenha suas contas em dia, especialmente agora, com a queda dos juros.

Gostou de saber como funciona a pontuação de crédito? Que tal agora se aprofundar mais em como recuperar crédito para o seu negócio?