A inadimplência faz parte da realidade empresarial. Imprevistos ocorrem para todos, e a possibilidade de o pagamento por um bem ou serviço atrasar deve ser considerada. Se isso é comum em situações padrão, intensifica-se durante crises econômicas. Diante dessa realidade, o ideal é que sua empresa tenha um regime de cobrança eficiente.

Isso consiste em sistematizar a gestão de contas a receber estabelecendo processos eficazes na cobrança do crédito concedido.

A inadimplência deve ser tratada como uma constante no mundo dos negócios. Um bom regime de cobrança acelera o caminho percorrido pelos clientes com pagamentos atrasados até a quitação. Isso melhora a saúde do fluxo de caixa da sua empresa por meio do aumento de receitas.

Um regime eficiente preza também pelo relacionamento com os clientes. O mundo dos negócios é competitivo e perder clientes, mesmo os que atrasam pagamentos, é um luxo que o empresário não pode se ter.

O post de hoje dará dicas práticas para você estabelecer um regime de cobrança eficiente na sua empresa. Fique conosco!

Mantenha um cadastro e conheça seus clientes

Um cadastro de clientes permite fazer uma análise dos casos de inadimplência. Afinal, há diferenças entre lidar com um cliente que atrasa recorrentemente seus pagamentos e outro que nunca atrasou. Esse tratamento diferenciado deve fazer parte do seu regime de cobrança.

Tratar de maneira diferenciada empresas que adquirem seus serviços também é importante. Esses clientes podem atrasar pagamentos devido a problemas no fluxo de caixa. Nesse caso, um olhar nas finanças do devedor pode ajudar bastante.

Defina as formas de comunicação

Diversas formas de comunicação estão disponíveis para isso. Esses meios devem ser vistos como ferramentas com funções diferentes. O uso inteligente dessas aplicações no regime de cobrança é premiado com resultados melhores.

O envio de mensagens SMS, por exemplo, serve como um lembrete logo após o vencimento da conta. Isso serve especialmente para clientes esquecidos, e realmente funciona.

Uma ligação telefônica pode ser usada para uma conversa mais formal. É útil para uma interação mais próxima com devedores regulares, buscando entender o que causa a situação.

Esteja sempre atento ao Código de Defesa do Consumidor (CDC) quando for entrar em contato com o inadimplente. Atitudes que possam ser consideradas constrangedoras ou invasivas são passíveis de medidas legais.

Negocie bem o pagamento antes e depois

Oferecer boas formas de pagamento aumenta o número de possíveis clientes e pode diminuir a inadimplência. Mesmo com boas condições, a inadimplência aparecerá, e renegociar deve fazer parte do seu regime de cobrança.

Apesar de ser chato para o vendedor renegociar um contrato de um serviço já fornecido, pode ser a única forma de resolução do problema. Defina, antes da negociação, quais mudanças são aceitáveis e ouça as propostas que chegam.

Se você pensa em fazer uma sugestão de liquidação, analise o perfil do cliente antes. Perceber que o comprador é uma empresa com problema de caixa, por exemplo, ajuda a elaborar uma proposta com um bom número de pequenas parcelas.

Qualifique seus funcionários

A equipe responsável pela cobrança deve ser muito bem preparada. Além de conhecerem bem o CDC, seus funcionários devem ter senso crítico. Dialogar nesse momento é uma tarefa delicada e palavras mal ditas podem arruinar uma negociação. Proatividade também é bastante útil para quem deve definir condições de pagamento rapidamente.

Essas dicas servem como base para elaborar um bom regime de cobrança. Lembre-se de que o profissionalismo deve imperar nesse setor. Lidando melhor com inadimplência, maiores serão as receitas. Essa é a chave para seu negócio sobreviver e crescer.

Gostou do nosso texto? Quer contar com a ajuda de quem entende para ter um regime de cobrança eficiente? Fale conosco e tire suas dúvidas sobre nossa solução em registro e notificação de débitos!