Uma empresa é como a nossa própria vida. Com o passar dos anos, as nossas prioridades mudam e os nossos desejos também, isso porque ela é feita de ciclos. Com as empresas isso não é diferente. Existem ciclos de negócio que ocorrem inevitavelmente e podem contribuir para o crescimento de um empreendimento. 

As diferentes fases da sua empresa acontecerão mais cedo ou mais tarde, pois são inevitáveis e, inclusive, podem ser benéficas para o amadurecimento da marca. Portanto, é importante estar preparado para elas, e quanto mais informação, melhor.

Normalmente, os estudiosos da área determinam que a empresa passará por três fases, também chamadas de ciclos de negócio: prosperidade, recessão e recuperação. Vamos agora explicar sobre cada um deles e como são importantes para o sucesso da sua empresa. 

Como identificar cada um dos ciclos de negócio? 

Vamos ver quais as principais características de cada um dos ciclos de negócio. Assim, ficará fácil para você identificar em qual deles a sua empresa está. 

Prosperidade 

É um dos melhores momentos da empresa. Nele, os produtos saem com muita facilidade e há sempre uma necessidade de repor o estoque, já que as prateleiras ficam vazias a todo momento. Essa fase do ciclo também está conectada com o panorama financeiro do período: os clientes estão com dinheiro em mãos e se sentem seguros quanto ao emprego. 

Recessão 

Só de ler essa palavra, muitos empreendedores já ficam horrorizados. Isso porque é uma fase na qual as vendas tendem a cair, pois os consumidores estão colocando um freio nas compras. Isso aconteceu muito, por exemplo, durante a crise financeira brasileira mais recente. 

Essa fase é muito importante para que as empresas identifiquem se estão maduras o suficiente para permanecer ou não no mercado. Isso não significa que só as grandes podem sobreviver, afinal de contas, muitos pequenos negócios abriram na crise financeira e prosperaram. Então, é preciso se adaptar. 

Recuperação 

É o momento em que o cenário econômico e o setor financeiro começam a mostrar melhoras. Por exemplo, de 2018 a 2020 há uma tendência de recuperação financeira. Logo, abrir um empreendimento nesse período pode ser uma boa oportunidade. 

Porém, é preciso tomar cuidado. Começar um negócio numa fase de recuperação pode dar a falsa impressão de que o mundo das vendas é sempre de crescimento e expansão, e já vimos que não é verdade. 

Por que saber sobre o ciclo de negócios é importante? 

Ter conhecimento de que essas fases sempre acontecem, pois como o próprio nome diz, trata-se de um ciclo, é essencial para que ocorra uma preparação antecipada. Toda empresa precisa ter uma reserva financeira para suportar os momentos de recessão e, principalmente, ter uma boa estratégia. 

O fato é: melhor não se agarrar, especificamente, a nenhuma delas. O mais importante é estar sempre preparado para encarar as mudanças, positivas ou negativas. Por exemplo, em um momento de recuperação, você precisará ter um bom capital para aumentar as compras com os fornecedores e assim, aproveitar essa fase nos ciclos de negócio. 

Quer saber como se preparar melhor para essas fases? Então entre em contato conosco para que possamos ajudar você na gestão do seu empreendimento!