A consulta ao cadastro negativo na hora de conceder crédito faz parte da rotina dos empresários. Nos últimos anos, outra ferramenta semelhante tem se destacado: o cadastro positivo.

Saber se o potencial cliente deixou de quitar alguma dívida sem dúvidas é importante. Porém, uma análise mais detalhada do perfil do comprador pode ser mais justa e benéfica para ambos os lados da negociação. Nesse contexto, o cadastro positivo traz mais segurança e ajuda na ampliação dos negócios.

Este post dará mais detalhes sobre esse cadastro e como ele pode ser útil para o pequeno empresário. Acompanhe!

O que é Cadastro Positivo?

O cadastro positivo consiste no histórico de pagamentos efetuados por uma Pessoa Física ou Jurídica. Nesse registro, constam quitação de financiamentos, crediários e contas cotidianas como água, luz e telefone.

Não é informado quais produtos ou serviços foram adquiridos. Os dados fornecidos são relativos a valores, número de parcelas, datas de vencimento e quando foram quitadas.

Qual a sua utilidade?

Uma pessoa registrada no cadastro positivo pode comprovar que paga as suas contas em dia por longos períodos. É um passo a mais do que não estar negativado.

Isso permite a bons pagadores receberem como “prêmio” melhores taxas e prazos na hora de pegar um empréstimo. O consumidor é beneficiado com as melhores condições e tem mais chances de fazer negócio.

O volume de crédito concedido também cresce, pois consumidores negativados podem mostrar o seu histórico positivo e comprar a prazo. Esse consumidor é o mais beneficiado, já que provavelmente não teria a possibilidade de receber crédito.

Quais os benefícios para o empresário?

Todos os benefícios para o consumidor refletem na saúde financeira da empresa. É mais fácil vender a prazo utilizando o cadastro positivo.

O processo de análise de crédito se torna mais eficiente, analisando a pontualidade dos pagamentos por parte de um possível comprador.

Por outro lado, o histórico de pagamentos também permite uma concessão de crédito mais segura, diminuindo as taxas de inadimplência. Isso diminui custos gerenciais, pois o vendedor gasta menos tentando recuperar dinheiro emprestado.

Vendo com maior clareza os pagamentos quitados de um potencial cliente, há maior segurança em vender a prazo. O volume de vendas cresce com isso, já que o empresário poderá fechar negócio com um maior número de clientes.

Além de todos os benefícios obtidos através das melhoras nas vendas, uma empresa pode ter o seu CNPJ no cadastro positivo. Isso ajuda, principalmente, pequenos empresários que têm dificuldades em comprovar a sua renda. Afinal, com um bom histórico é mais fácil ampliar seus negócios através da obtenção de crédito.

Um fornecedor aceita negociar com melhores condições de pagamento com empresários que pagam pontualmente. Da mesma forma, um banco tem mais chances de emprestar dinheiro se a empresa tem cadastro positivo.

Todas essas funções devem tornar o cadastro positivo tão comum quanto o negativo. O resultado é uma renovação no processo de tomada de empréstimos e de vendas a prazo.

Este artigo ajudou você? Curta a nossa página no Facebook e fique ligado em todas as nossas dicas para melhorar seu negócio!

ACP

ACP

ACP: há 129 anos conectando o comércio, a indústria e os serviços.