Uma das coisas que todo comerciante deseja é ter muitas vendas. Afinal de contas, sem elas, o negócio não caminha para frente. O problema é que vender para qualquer pessoa pode se tornar uma dor de cabeça, já que alguns indivíduos podem se tornar inadimplentes e prejudicar as contas da empresa no final do mês. É por isso que é necessário implementar algumas mudanças na aprovação de crédito para o seu negócio.

Por que a política de aprovação de crédito é importante?

Aprovar crédito para possíveis clientes tornou-se uma das estratégias de negócios de muitos estabelecimentos para vencer os concorrentes. Mas oferecer esse crédito sem comprometer o caixa da empresa pode ser um grande desafio.

Uma boa política de aprovação de crédito é essencial para a saúde financeira de qualquer empresa e para o funcionamento dela como um todo. Estruturando uma boa política, fica muito mais fácil analisar os riscos de oferecer um crédito para um consumidor que ainda é desconhecido.

Mas como implantar essa política da melhor forma possível e fazer com que ela dê certo? Nós damos as dicas que você precisa agora mesmo!

Como implementar as diretrizes de aprovação de crédito?

Reúna informações sobre o cliente

Se uma pessoa desconhecida o abordasse na rua e pedisse um dinheiro emprestado, o mais provável é que você não aceitasse a proposta mesmo com a promessa de devolução. Com a sua loja acontece da mesma forma, mas você pode fazer algo para resolver essa situação da melhor maneira: coletando informações sobre o estranho.

Para isso, a sua empresa precisa ter um sistema de cadastro no qual todas as informações de cliente devem ficar armazenadas. Assim, registre informações básicas, como nome e formas de contato, e também peça informações comerciais em outras lojas nas quais o consumidor já fez compras.

Determine como será a sua política de crédito

Antes de implementar a política de crédito na sua loja, você precisa determinar algumas regras, como as garantias que devem ser oferecidas pelos clientes, quais as taxas de juros serão cobradas, o limite máximo do valor da prestação e assim por diante.

Escolha de que lugar virá o crédito

Se você vai dar crédito a alguém, significa que você está emprestando dinheiro para aquela pessoa a longo prazo. Mas de onde virá esse dinheiro? A empresa tem recursos disponíveis para financiar as compras dos clientes ou esse capital virá de terceiros? No segundo caso, você terá que fechar uma parceria com alguma financeira.

Faça a análise de crédito

Com esses critérios estabelecidos, é possível, agora, com base nas informações dadas pelos clientes, realizar uma análise de crédito, ou seja, saber se essa pessoa receberá ou não esse dinheiro para realizar as compras.

Normalmente, usa-se algumas informações como:

  • renda e gastos por mês;

  • o tipo de residência que possui (Vive de aluguel ou tem casa própria?);

  • consulta de CPF;

  • quais bens móveis e imóveis que possui;

  • qual o tempo de trabalho em determinado local.

Você não precisa usar todas essas informações, mas as mais relevantes para o seu tipo de negócio e público-alvo.

Use o Cadastro Positivo

Para saber as pessoas que estão com o “nome sujo” na praça, há muitos bancos de dados por aí. O Cadastro Positivo faz o oposto disso e, nele, você poderá encontrar pessoas que cumprem com o contrato e são consideradas boas pagadoras. Esse cadastro deixa claro os pontos positivos de alguns consumidores, dando mais segurança na hora da venda.

É de essencial importância ter o máximo de informações sobre as pessoas com as quais a sua empresa faz negócios. Também vale a pena fazer uma atualização cadastral dos atuais clientes e dos novos com certa frequência. Os números no final do mês podem sofrer quedas bruscas por conta da inadimplência.

E você? O que faz para melhorar a política de aprovação de crédito para a sua empresa? Comente aqui e dê as suas dicas sobre o assunto!

ACP

ACP

ACP: há 129 anos conectando o comércio, a indústria e os serviços.