A gestão de RH nas corporações possui um papel de extrema importância, pois se trata de um departamento responsável pela orientação, análise e proposta de qualidade no trabalho dos colaboradores. Analisando essa relevância, podemos concluir que erros frequentes nesse processo podem ser fatais ao bom andamento da empresa.

Pensando nisso, listamos aqui os principais equívocos cometidos na gestão de RH e quais medidas tomar para que essas falhas sejam evitadas. Se você se interessou pelo tema, continue a leitura e esclareça suas dúvidas!

1. Falta de estratégia

Para a gestão de RH, a criação de estratégias é fundamental. Muitos profissionais falham em não planejar com antecedência e contar com a sorte nos momentos de ação, e isso não funciona. Claro que é impossível planejar todos os passos sem a perspectiva do improviso, mas até o ato inesperado deve ser consciente.

Criar estratégias voltadas ao conhecimento sistêmico da corporação, foco em satisfação, resultados e melhoria contínua são fundamentais para que a empresa se mantenha competitiva e preparada para as adversidades do mercado.

2. Falhas na comunicação interna

A falha na comunicação é um dos maiores problemas da gestão de RH, porque ela dá brechas a mal entendidos e a ações pouco alinhadas. Quando as informações são destoantes entre as equipes, conflitos são gerados e os resultados não são alcançados, pois gera-se uma disputa sobre qual informação é a verdadeira.

Para que esse problema seja minimizado, são essenciais reuniões periódicas. Além disso, documentar as informações por e-mail ou fixar em um informativo que seja de fácil acesso a todos é indispensável.

Ao tomar essas medidas, será possível padronizar as decisões e estar mais aberto a sugestões, pois todos trabalharão com o mesmo intuito e direcionamento.

3. Seleção de talentos sem foco

Outra falha muito comum na gestão de RH é a contratação de profissionais sem foco. Ou seja, pessoas que não se enquadram no perfil organizacional e, mesmo assim, foram escolhidas com análise somente do currículo.

Claro que o currículo é relevante. Porém, se o funcionário não se ajusta ao perfil da corporação, fica difícil fazer com que ele demonstre suas habilidades.

Sendo assim, criar um processo de recrutamento e seleção estratégicos é imprescindível para que tanto as habilidades quanto o perfil do candidato estejam de acordo com o que é pedido pela empresa.

4. Desperdício de talentos

A retenção de talentos é fundamental para que haja um bom clima organizacional e, também, para a formação de uma equipe leal à empresa. Quando não se percebe isso, vários talentos são desperdiçados, e os profissionais atuantes na corporação se sentem inseguros, desmotivados e vulneráveis.

Por isso, deve-se investir em treinamentos e em feedbacks constantes para que o funcionário consiga atuar de forma mais completa e bem orientada.

Como vimos, evitar os erros na gestão de RH não é uma tarefa complexa, mas requer disciplina e atenção constantes. É importante levar em conta, que o investimento que se faz de forma direcionada para aprimorar esse departamento é garantia de retornos bem maiores e de aumento na competitividade da corporação.

Sendo assim, o gestor que consegue captar oportunidades dos desafios cotidianos é capaz de fazer com que a equipe e a empresa cresçam de forma cada vez mais eficiente e eficaz.

E então, gostou do nosso artigo sobre gestão de RH? Para mais conteúdos como esse, assine nossa newsletter e amplie seus conhecimentos!

ACP

ACP

ACP: há 129 anos conectando o comércio, a indústria e os serviços.