Em um departamento de vendas, informação é tudo. Afinal, com os dados recolhidos diariamente, o gestor consegue estabelecer metas mais precisas, acompanhar os resultados dos colaboradores e, o que é ainda mais importante, tomar decisões a respeito do caminho certo a seguir. É justamente por esse motivo que os indicadores são tão importantes.

Claro, a empresa como um todo precisa ser norteada com as métricas. No entanto, é preciso levar em consideração os indicadores específicos para cada departamento. No caso do setor de vendas, devemos destacar o ticket médio, a tendência do batimento de meta, o faturamento e a quantidade de vendas por segmento de cliente. Vamos conferir cada um desses indicadores de vendas logo a seguir!

1. Ticket médio

O ticket médio é sempre o primeiro indicador a ser destacado em qualquer estratégia de vendas. Afinal, é com ele que podemos descobrir qual o retorno financeiro trazido em cada venda. No caso, podemos fazer uma média global, envolvendo a organização como um todo, ou uma média individual, considerando os resultados de cada um dos vendedores.

O ticket médio tem um cálculo muito simples, vamos conferir?

Ticket médio = Receita total / Número de vendas

2. Tendência das metas

Outro aspecto que sempre deve ser avaliado pelo gestor em relação ao seu time de vendas é a tendência do batimento de metas. Basicamente, a ideia é conferirmos com que frequência a equipe costuma bater as metas estipuladas pela gestão do negócio. Com isso, podemos verificar questões como o nível de comprometimento e o próprio potencial do time.

Para acompanharmos a tendência das metas, podemos analisar a seguinte fórmula:

Tendência do batimento de metas = Número de meses com metas batidas / 12

3. Quantidade de vendas por segmento

A quantidade de vendas por segmento de cliente é um dos indicadores mais negligenciados nas organizações. Muitos focam em números mais absolutos, como o ticket médio e o faturamento, por exemplo, e esquecem completamente o acompanhamento do desempenho da empresa em cada um dos nichos explorados por ela.

No caso desse tipo de métrica, não vamos acompanhá-la com base em fórmulas, mas fazer um apanhado dos resultados de acordo com cada um dos segmentos. Para que isso seja possível, a tecnologia é indispensável, já que, por meio dos sistemas atuais, podemos filtrar e acompanhar cada um dos clientes de acordo com as suas peculiaridades.

4. Faturamento

Por fim, é claro que devemos sempre acompanhar o faturamento trazido pela equipe de vendas. Afinal, essa é a maneira mais fácil de identificarmos se o time está trazendo retorno, certo?

O faturamento nada mais é do que o resultado conquistado pelo time sem nenhum desconto efetuado, isto é, nem mesmo o custo das mercadorias vendidas é deduzido. É importante fazer essa distinção, pois muitos confundem o faturamento com a lucratividade do negócio.

Definitivamente, o faturamento é importante, mas é sempre fundamental acompanharmos a métrica com os outros indicadores de vendas que temos disponíveis, para uma avaliação mais profunda da situação do negócio.

Gostou das nossas dicas sobre indicadores de vendas? Então que tal conferir alguns indicadores de marketing?